Bagagens: Perda, Roubo e Extravio


Ter a impressão de que perdemos a mala no começo no final da viagem é muito desagradável, para não dizer assustador!
Mas para evitar que isso aconteça, preparamos dicas valiosas para você se prevenir enquanto planeja seu passeio.
E se por uma infelicidade sua bagagem realmente não chegar ao destino, não se desespere. Deixe anotado o que fazer para reaver seus pertences ou tomar as providências necessárias caso tenha sido roubado.
Antes de tudo, viaje preparado para emergências. Carregue na bagagem de mão uma muda de roupa limpa, agasalho e itens de primeira necessidade.
Confira nossas dicas e curta sua viagem!

O que fazer se sua mala for danificada, violada ou roubada?
·    Com o comprovante de despacho da bagagem em mãos, procure imediatamente a empresa responsável pelo transporte para registrar uma reclamação e pedir providências – guarde o protocolo de atendimento. Caso não consiga verificar na hora, registre a ocorrência via e-mail pelo SAC da empresa ou presencialmente em até sete dias após o desembarque;
  • Em seguida, procure a autoridade policial local para registrar a ocorrência;
  • Em caso de viagens de avião, se você se sentir lesado com o encaminhamento dado pela companhia aérea, procure a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e apresente o protocolo de atendimento daquela reclamação que você fez. O órgão público verificará a necessidade de punições administrativas, o que não significa providenciar a indenização;
  • Para buscar indenização por eventuais danos sofridos, procure o Procon e o Poder Judiciário.

O que fazer se sua mala for extraviada?
  • Como alguns procedimentos de desembarque podem ser alterados de última hora, confirme nos painéis do aeroporto que você está no setor de retirada de malas referente ao seu voo e que todas as bagagens daquele voo já foram colocadas na esteira;
  • Caso você não encontre suas malas na esteira, tenha em mãos o comprovante de despacho da bagagem e procure imediatamente a empresa responsável pelo transporte para registrar a reclamação e pedir providências – guarde o protocolo de atendimento. Caso não consiga verificar na hora, registre a ocorrência via e-mail pelo SAC da empresa ou presencialmente em até 15 dias após o desembarque.
  • Se sua bagagem não for localizada no aeroporto e devolvida, pode ser que ela tenha ido para o destino errado – a companhia terá essa informação para você. Assim, a empresa deve providenciar uma compensação financeira para seus gastos de primeira necessidade e devolver a bagagem no endereço que você informar;
  • Se ela não for localizada, ainda assim a empresa deve providenciar uma compensação financeira para seus gastos de primeira necessidade. A partir da data de desembarque, ela tem 21 dias (voos internacionais) ou 30 dias (voos nacionais) para encontrá-la. Caso isso não ocorra, você deve ser ressarcido também por este motivo, de acordo com convenções estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor. Para buscar indenização pelos danos sofridos, procure o Procon e o Poder Judiciário. Caso a mala seja encontrada posteriormente, ela deve ser devolvida no endereço que você informar.

Como prevenir furtos ou extravios
  • Antes de sair de casa, observe a cor das suas malas. Prefira bagagens com cores diferentes das comuns (preta e marrom), para encontrá-las mais facilmente. Use lenços, fitas ou cadarços coloridos e diferenciá-las;
  • Retire adesivos de voos antigos para garantir que elas sejam enviadas para o destino correto;
  • Identifique-as com etiquetas (uma por dentro e outra por fora), informando nome, endereço, e-mail e telefone (coloque sempre o código do país e do estado em que mora);
  • Guarde objetos de valor somente na bagagem de mão, como joias, eletroeletrônicos, dinheiro e documentos;
  • Tranque suas malas com cadeado – se a viagem for aos Estados Unidos, use um autorizado pelo TSA, órgão que regulamenta a segurança aérea no país;
  • Se desejar contrate um seguro viagem, que garante reembolsos em caso de extravio definitivo de malas, ressarcimento de despesas emergenciais por demora na localização da bagagem, entre muitas outras facilidades;
  • Em caso de viagens aéreas, faça seu check-in cedo, para que haja tempo suficiente de sua mala ser despachada. Se houver conexões na viagem, evite voos com pouco intervalo de tempo entre eles;
  • Ao despachar sua bagagem, guarde sempre consigo o comprovante de despacho;
  • Abra as malas e verifique seu conteúdo assim que pegá-las para ter certeza de que não foram violadas, danificadas nem tiveram seus pertences furtados.
Depois de algumas horas de viagem, é um alívio encontrar a bagagem sã e salva para começar ou terminar bem seu roteiro. Mas caso tenha problemas, mantenha a calma e lembre-se: seja qual for o meio de transporte utilizado, a companhia aérea, rodoviária ou marítima é uma prestadora de serviços. Assim, ela é responsável pelas malas despachadas desde o momento do check-in até você retirá-las no destino final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentario