E se Eu Perder meu Voo de Conexão porque o tempo era muito curto? Veja as dicas

Voos com conexão já é tão comum que quase nem estranhamos mais na hora de comprar as passagens. Em viagens mais longas é mais comum ainda pararmos em algum país intermediário ou algum Estado próximo do nosso destino. Tem gente que gosta de poder esticar as pernas e se distrair um pouco antes de seguir viagem, já outras detestam perder tempo durante essas conexões e por isso caso seja inevitável, buscam o menor tempo de parada entre um voo e outro.

Mas e se não der tempo? E se o primeiro voo atrasar, ou a fila do aeroporto estiver grande, quem vai arcar com meus gastos?

Quando questionadas, as companhias aéreas parecem não se importar com estas questões. Alegam que o tempo de conexão disponível nos trechos vendidos são hábeis, são conexões válidas e aceitas pelas empresas. Cabe então ao consumidor final aceitar ou não este prazo no momento da compra e arcar com as responsabilidades.

No campo jurídico, também não há um consenso que proteja o consumidor. A justiça pode responsabilizar o comprador da passagem, que na hora em que adquiriu os bilhetes assumiu também o risco de fazer a conexão dentro do tempo proposto pelas companhias.

Desta forma, a conclusão que chegamos é que caso você perca sua conexão a responsabilidade cairá sempre a si mesmo, ou seja, você terá que arcar com custos adicionais fora o aborrecimento.

Então fica a dica, sempre espere o pior, que o seu voo de partida atrasará, que haverá fila, que haverá mudança no seu terminal e tantos outros detalhezinhos que sempre acontecem. Portanto, na hora de comprar sua passagem, opte sempre com aquela cuja conexão demore pelo menos 3 horas para partir.

Boa viagem e até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentario